Coluna

A coluna vertebral é o nosso pilar central, assumindo diversas funções fundamentais: suporte para todas as estruturas corporais, proteção dos nossos órgãos, orientar o movimento humano e os nossos sentidos. É sobre a coluna que recai a maioria da carga física e esforços do nosso corpo ao longo da vida. A coluna é constituída por vértebras sobrepostas intercaladas pelos discos intervertebrais que funcionam como amortecedores e absorvem o excesso de carga sobre a coluna vertebral. Estes discos são essencialmente constituídos por água e material fibroso e devido a diversos factores vão-se desidratando e perdendo a capacidade de responder as exigências que lhe são impostas, nomeadamente deformar-se e retornar a sua forma original. O seu desgaste faz diminuir a altura discal e iniciar um atrito excessivo das vértebras, que por sua vez leva à formação da artrose e dos famosos bicos de papagaio (osteófitos).

 

Desta forma é fundamental adoptar algumas medidas importantes para retardar este processo e evitar as suas consequências:

 

Desde criança é importante ter atenção às más posturas: sentar direito, não carregar a mala só num ombro, não passar muitas horas ao computador, sobretudo se for mal sentado. Manter posturas erradas por tempo prolongado pode acarretar alterações estruturais permanentes articulações vertebrais e encurtamento dos músculos. Esteja atento a alterações anormais da sua coluna e caso identifique que não está bem procure avaliação de um profissional qualificado antes de ter dores, pois muitos problemas ainda são reversíveis e se não forem corrigidos tornam a sua coluna mais vulnerável as tensões mecânicas e traumas.

 

Beba água regularmente ao longo do dia, e procure praticar algum exercício físico, mesmo que não seja desportivo pode tentar ir a pé para o trabalho, ir pelas escadas em vez do elevador, etc. Programe algum tempo da sua semana para uma caminhada calma com um familiar ou amigo.

 

Procure controlar o seu peso, porque o excesso de peso aliada a fraqueza dos músculos da barriga e da coluna levam a sobrecarga da coluna. A natação e hidroginástica são óptimas porque permitem o exercício e mobilização sem sobrecarga mecânica.

 

Procure dormir pelo menos 7 horas diárias para permitir que os discos intervertebrais recuperem a sua forma. Não durma de barriga para baixo e tente dormir sempre de lado com uma almofada adequada.

 

Não esteja demasiado tempo a fazer o mesmo movimento ou trabalho. Programe pequenas pausas para se endireitar e esticar. Sempre que possível alterne as suas tarefas ao longo do dia. Se precisar viajar grandes distâncias, pare o carro a cada 2 horas e faça pequenas caminhadas. Aprenda alguns exercícios de alongamento e não se acanhe em executá-los quando sentir os seus músculos tensos.

 

Cuidado ao levantar pesos. Procure repartir a carga pelos dois braços e quando levantar um peso do chão a maneira correta de o fazer é manter as costas estendidas e flexionar os joelhos para pegar o objeto, colocar o objeto junto ao corpo e levantá-lo estendendo os joelhos e os quadris. Nunca levante o peso com os joelhos estendidos e o corpo dobrado para frente. Se o objeto for muito pesado use patamares intermediários, isto é, pegue no peso do chão, põe sobre um apoio à meia altura entre a superfície para onde você deve colocar o objeto e o chão, e daí faça um novo movimento até levantar o peso para o nível desejado. Evite levantar o peso do chão para a superfície mais alta de uma só vez. Não se acanhe em pedir ajuda se o objeto for muito pesado.

 

A coluna tem a capacidade de armazenar traumas ao longo do tempo, sem apresentar nenhum sintoma por isso não pense que por ainda não ter dores está tudo bem com ela. A prevenção é o melhor remédio. Tal como faz um check-up aos seus dentes ou análises frequentemente procure fazer uma avaliação detalhada da sua coluna junto de um médico, fisioterapeuta ou osteopata certificado.


 Fotografia de Flávio Mateus

 Flávio Mateus

Fisioterapeuta Licenciado

Formando em Osteopatia